Leblon testa ônibus elétrico entre Curitiba e Fazenda Rio Grande

LB1

Veículo não emite nenhum tipo de poluente e é mais silencioso que os modelos a diesel

ADAMO BAZANI


Passageiros da Região Metropolitana de Curitiba podem andar até a segunda quinzena do mês de agosto num ônibus 100% elétrico produzido nos Estados Unidos pela montadora chinesa BYD.

A Leblon Transporte de Passageiros iniciou no último sábado, 23 de julho de 2016, testes com o veículo na linha F03 - Fazenda (Direto) que liga a cidade de Fazenda Rio Grande até a capital Curitiba.

LB1

O ônibus articulado modelo K 11 não emite nenhum tipo de poluente durante a operação, conta com ar-condicionado e é mais silencioso que os veículos convencionais a óleo diesel.

Toda a energia elétrica que faz o ônibus se movimentar é armazenada em baterias. O carregamento é feito na garagem e dura aproximadamente oito horas para carga completa ou quatro horas se forem utilizados dois carregadores. O processo pode ser realizado durante a noite e não interfere na disponibilidade do veículo para operação.

Além disso, outra tecnologia do veículo é o aproveitamento da energia gerada nas frenagens, que também ajuda a alimentar as baterias.

A autonomia é de em torno de 250 quilômetros, suficiente para realizar oito viagens por dia na linha, cujo trajeto ida e volta tem aproximadamente 32 quilômetros de extensão.

“Testes como este são muito importantes para o bem estar do passageiro em diversos aspectos. O veículo é mais confortável e silencioso e traz um enorme benefício ambiental para toda comunidade. A Leblon sempre está atenta a novas tecnologias e opções para continuadamente melhorar a prestação dos serviços para seus clientes. Quando vi esta alternativa em exposição numa feira de transportes em São Paulo no ano passado, logo pensei que valeria muito a pena realizar os testes. Serão analisados dados sobre a viabilidade operacional  e econômica a fim de determinar se um modelo como este pode ser utilizado na ligação entre Fazenda Rio Grande e Curitiba” - disse Haroldo Isaak, diretor do grupo Leblon Transporte de Passageiros.

Os testes foram autorizados pela Comec- Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, gerenciadora do sistema metropolitano de transportes.

Entre abril e maio deste ano, a Leblon testou na mesma linha um ônibus superarticulado da Mercedes-Benz com capacidade para te 220 pessoas e comprimento total de 23 metros.
Segundo a empresa, o objetivo desses testes é verificar quais os melhores modelos que podem atender adequadamente à população.

Os resultados operacionais e econômicos dos testes com esses novos modelos de ônibus vão ser comparados com o desempenho dos atuais veículos. A linha é prestada somente por ônibus articulados.

A fabricante chinesa BYD – Build Your Dream inaugurou uma planta em Campinas, no interior de São Paulo, e aposta na mobilidade elétrica como uma solução ambientalmente correta para o transporte coletivo no Brasil.
Além de testar este modelo no Paraná, a BYD também circulou com ônibus articulado elétrico na Capital Paulista. Esta versão do modelo K11 atende às características exigidas pela gerenciadora de transportes de São Paulo, SPTrans e deve em breve circular na cidade.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

FOTO 1: Desempenho do ônibus elétrico entre Fazenda Rio Grande e Curitiba será comparado com o dos ônibus a diesel. Foto: Altair Mazur – Texto: Adamo Bazani

FOTO 2: Veículo foi fabricado nos EUA . Depois de circular pela Leblon, deve ser testado na Capital Paulista. Foto: Altair Mazur – Texto: Adamo Bazani